1168 PUBLISHING
Bootcamp de programação

Análise de dados: o que é e como fazer? Blog da Mettzer

Outro ponto importante é a capacidade do sistema SAS de trabalhar com qualquer banco de dados. Esta empresa foi pioneira no ramo de business intelligence, e conta com diversas aplicações nessa área. O Power BI é uma ferramenta focada em Business Intelligence, sendo possível fazer análises poderosas com ela. Sua versão paga conta até mesmo com envio de relatórios por aplicativos mobile. Por fim, a interpretação e criação do relatório são fundamentais para os gestores da empresa. Tudo deve ficar bem explicado, indicando resultados importantes e possíveis usos estratégicos.

Não é por acaso que a cultura data-driven tem crescido cada vez mais nos negócios, tornando-se parte fundamental da rotina das equipes. Em suma, é importante escolher a ferramenta certa para a tarefa em questão, e o conhecimento e uso eficaz dessas ferramentas podem ser cruciais para o sucesso de uma análise de dados. Ferramentas de visualização de dados, como Tableau, Qlik Sense, Power BI e D3.js, permitem criar gráficos, tabelas e dashboards interativos e atraentes. Essas ferramentas são especialmente úteis para apresentar os resultados da análise de forma clara e acessível, o que facilita a comunicação com as partes interessadas. A análise prescritiva é uma técnica avançada de análise de dados que utiliza técnicas estatísticas e de aprendizado de máquina para prescrever ações e decisões em relação a um determinado resultado desejado. Graças aos avanços expressivos na tecnologia temos cada vez mais instrumentos para nos auxiliar em tarefas que antes poderiam levar semanas, ou até mesmo meses.

Quais são as vantagens da análise de dados para as empresas?

São informações que não possuem um formato definido e não estão/podem ser organizados em tabelas, como texto, áudio e vídeo. Geralmente, esses dados são armazenados em bancos de dados relacionais e podem ser facilmente consultados e manipulados usando linguagens de consulta, como SQL. Ou seja, ele observa semanalmente o número de vendas de https://midiamax.uol.com.br/variedades/2024/bootcamp-e-a-melhor-escolha-para-seu-curso-de-analista-de-dados/ uma loja, a quantidade de comentários a cada quinze dias no Instagram e inscrições mensais em um canal do YouTube, por exemplo. Este tipo de análise é considerada simples e pode ser executada de forma rápida porque os resultados são obtidos a partir de cálculos já padronizados e que podem ser automatizados, como média, soma e ordenação.

  • Tirar insights dos dados é uma das atividades mais frequentes de um analista de dados.
  • Se a sua empresa está em dúvida sobre qual produto lançar ou não tem certeza sobre qual iniciativa será mais lucrativa, pode utilizar a análise prescritiva para ter insights e tomar decisões melhores.
  • O STRATWs One, por exemplo, permite a integração de dados de diferentes sistemas e plataformas, facilitando uma visão unificada das informações empresariais.
  • A análise diagnóstica tem como objetivo fazer uma verificação mais ampla e geral sobre determinada situação.

Todos os itens acima ajudarão a apoiar a apresentação de suas descobertas e os resultados de sua análise para as partes interessadas, executivos de negócios e tomadores de decisão. Antes de começar a coletar uma grande quantidade de dados, é importante pensar por que você está realmente realizando a análise de dados. O primeiro passo no processo de análise de dados é definir um objetivo claro. A análise de dados é o ato de transformar dados brutos e confusos em insights úteis, limpando os dados, transformando-os, manipulando-os e inspecionando-os.

Blogs de SEO: aprenda a melhorar os seus rankings com os 18 melhores!

Outro ponto importante é que os donos dos dados tenham acesso às informações, a isso chamamos livre acesso. A finalidade diz respeito ao objetivo do uso do dado coletado, deixando claro quais serão as finalidades para o uso das informações. Já no que se refere Bootcamp é a melhor escolha para seu curso de analista de dados aos dados de clientes, as empresas são obrigadas a seguir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O tratamento de dados se refere a atividades de coleta, análise, manipulação, armazenamento e compartilhamento de dados de uma pessoa, empresa, processo etc.